Categories
Tratamento para hiperidrose

Suor excessivo nas axilas? Veja formas de acabar com este problema

Você pode até não saber ao certo, mas existem diversas maneiras diferentes para eliminar o suor excessivo em axilas.

A gravidade do suor excessivo nas axilas define a melhor forma de tratamentos para sudorese.

Com a hiperidrose generalizada em particular a primeira coisa a ser esclarecida é se outra doença pode estar causando os sintomas, que deve ser tratada para normalizar a hiperatividade das glândulas sudoríparas.

No caso de existir excesso de suor apenas nas axilas é possível investir n​​o chá ou extrato de sálvia. Há relatos de que esta solução funciona como um efeito antitranspirante.

Cloreto de alumínio é uma solução efetiva como tratamento de hiperidrose

Com sintomas leves e moderados, sais de alumínio como hexa-hidrato de cloreto de alumínio ou acetato são a primeira escolha para conter suor excessivo nas axilas.

Sais de alumínio formam um enxerto com proteínas e células necróticas. Assim, fecham os ductos das glândulas sudoríparas. As formulações magistrais para preparações de 16 e 22% podem bloquear o suor pelo dia inteiro (Exemplo: antitranspirante Drymax).

De início, o paciente deve tratar a área afetada a cada dois a três dias à noite. Uma aplicação noturna faz sentido porque a atividade é mínima.

A irritação da pele pode ocorrer, principalmente no início do tratamento, mas em geral desaparece após o uso repetido. Para aliviar a irritação a área tratada deve ser limpa pela manhã.

Os sais de alumínio são menos eficazes nas palmas das mãos e solas dos pés do que nas axilas. O efeito pode ser melhorado por oclusão, por exemplo, luvas ou folhas de plástico. Uma efetiva ação terapêutica é sentida dentro de 2 semanas.

Para formas leves de hiperidrose nas axilas, os antitranspirantes vendidos sem receita, que contêm cloreto de alumínio na concentração de 3 por cento, também podem ajudar. Você precisa usar o produto várias vezes ao dia para obter um efeito suficiente.

Taninos naturais e sintéticos

Outra forma de como acabar com a hiperidrose nas axilas abrange a utilização de taninos, responsáveis por fechar as glândulas sudoríparas através da precipitação de proteínas. O enxerto resultante é removido com a esfoliação natural das células córneas.

As preparações de taninos são muito bem toleradas, mas têm um efeito mais fraco e curto em comparação aos sais de alumínio.

Utilizando iontoforese

A iontoforese de água se estabeleceu como um tratamento para sudorese eficaz com poucos efeitos colaterais, em especial no tratamento da hiperidrose nas palmas das mãos e (ou) solas dos pés.

Mãos ou pés são imersos em banho-maria ou providos de eletrodos úmidos. Agora também existem esponjas e máscaras especiais para iontoforese nas axilas.

Na iontoforese, correntes pulsadas contínuas ou de alta frequência são conduzidas através de áreas definidas da pele. No mecanismo a corrente interfere no transporte de íons na bobina secretora das glândulas sudoríparas.